Atentados no Oriente Médio matam pelo menos dois israelenses

Dois atentados na manhã desta terça-feira deixaram quatro pessoas mortas, entre elas dois suicidas, em Israel e na Cisjordânia. O primeiro aconteceu na cidade de Rosh Ayin, ao leste de Tel-Aviv e perto da fronteira com a Cisjordânia. Um homem-bomba detonou os explosivos dentro de um supermercado, matando um israelenses e ferindo outros nove. Cerca de uma horas depois, em frente ao assentamento judeu de Ariel, na Cisjordânia, um carro-bomba explodiu. Segundo testemunhas, o suicida e um israelense morreram e outras duas pessoas ficaram feridas. O incidente acontece dias depois do grupo extremista Hamas afirmar que pode romper a trégua de três meses, acertada no 29 de junho, para vingar a morte de um de seus homens em Nablus, na Cisjordânia, na sexta-feira. O último atentado em Israel aconteceu em 7 de julho, quando um homem-bomba se explodiu em uma casa, matando uma mulher.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.