Atentados suicidas já provocaram 173 mortes no Afeganistão em 2006

Militantes dispararam dois foguetes contra Jalalabad nesta quarta-feira poucas horas antes do início de uma visita do presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, e do primeiro-ministro do Paquistão, Shaukat Aziz, à cidade, informou a polícia local. Não há informações sobre vítimas.Um dos foguetes caiu em frente ao aeroporto de Jalalabad, no leste afegão, por volta das 7h locais. O outro projétil atingiu uma corte na cidade, capital da província de Nangarhar, disse Ghaffour Khan, porta-voz da polícia local.Em Cabul, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) anunciou nesta quarta-feira que atentados suicidas provocaram a morte de pelo menos 173 pessoas no Afeganistão este ano.Enquanto isso, pelo menos 40 pessoas morreram em episódios de violência registrados hoje no sul, no centro e no oeste do Afeganistão, informaram autoridades locais.O major Luke Knittig informou em Cabul que 151 das 173 pessoas mortas em atentados suicidas perpetrados este ano foram civis afegãos, inclusive crianças. Os demais mortos eram soldados da Otan e dos Estados Unidos e autoridades afegãs.Desde maio, centenas de pessoas morreram no Afeganistão em meio ao recrudescimento das ações de rebeldes armados e dos confrontos ocorridos durante as ações das forças militares locais e estrangeiras contra supostos insurgentes.Os números divulgados pela Otan vêm à tona depois de o Exército dos EUA ter alertado que uma célula suicida estaria planejando um ataque contra forças estrangeiras em Cabul.Na sexta-feira passada, 16 pessoas, inclusive dois soldados americanos, morreram no pior ataque suicida perpetrado em Cabul desde a queda, no fim de 2001, do regime fundamentalista islâmico imposto pelo Taleban no Afeganistão.Enquanto isso, a violência persistia nesta quarta-feira no Afeganistão. De acordo com autoridades afegãs, de 20 a 30 supostos rebeldes morreram em ataques promovidos por soldados dos EUA e do Afeganistão na província de Ghazni, região central do país.Em Helmand, no sul, 16 supostos milicianos do Taleban morreram em choques com forças da Otan que começaram no fim da noite de terça-feira e entraram pela madrugada.Em Farah, no oeste afegão, quatro policiais e quatro supostos rebeldes morreram em choques ocorridos nesta quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.