Joshua Lott/WP
Joshua Lott/WP

Atingido por sete tiros, Jacob Blake está algemado no hospital, denuncia pai

Homem negro ferido pela polícia de Kenosha, no Estado de Wisconsin, deve ficar paraplégico

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2020 | 23h12

KENOSHA - Atingido no domingo passado por sete tiros da polícia enquanto estava de costas, Jacob Blake está algemado na cama do hospital onde foi internado, denunciou nesta quinta-feira, 27, o pai do homem ferido.

"Detesto vê-lo deitado naquela cama algemado. Ele não pode ir para nenhum lado. Por que eles o algemaram à cama?", questionou à imprensa o pai de Blake, que visitou o filho no hospital.

As autoridades de Kenosha, cidade no Estado de Wisconsin onde foram disparados os tiros, não explicaram o motivo de Blake estar algemado ou detido. O governador de Wisconsin, o democrata Tony Evers, disse não entender a necessidade das algemas.

"Espero que possamos encontrar uma maneira melhor de ajudá-lo na recuperação. Isso me parece contraindicado", disse o político em entrevista coletiva. Blake se recupera dos ferimentos de bala que provavelmente o deixarão paraplégico.

O novo incidente envolvendo um policial branco e um cidadão negro aconteceu no último domingo, 23, em Kenosha. O agente tentava deter Blake, que, segundo a versão da polícia, ignorou as ordens e tentou entrar no próprio veículo, momento em que foi atingido por sete tiros.

O fato, gravado em vídeo e compartilhado rapidamente pelas redes sociais, despertou novamente a revolta do movimento Black Lives Matter ("Vidas negras importam", em tradução livre). /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.