Atirador abre fogo e mata pai e filho nos EUA

A polícia está buscando um atirador que usava uma máscara quando abriu fogo em uma residência, neste sábado, matando o pai e uma criança de quatro anos e ferindo uma mulher e duas outras crianças, próximo a Los Angeles, nos Estados Unidos.

Agência Estado

20 de outubro de 2012 | 19h04

O pai estava servindo de escudo para os filhos quando foi baleado, disse o chefe de polícia de Inglewood, Mark Fronterotta. Ele morreu na cirurgia, bem como o filho de quatro anos.

A polícia avalia que o atirador deve ter vivido em uma casa de fundos próximo à propriedade atacada.

Cinco casas vizinhas foram abandonadas para que a polícia fizesse buscas.

O suspeito conhecia a família atacada por pelo menos oito anos e teria incendiado a casa antes de abrir fogo.

A mulher, que pode ser a mãe da criança, estava em condição crítica, assim como está um garoto de seis anos, com um tiro na pélvis, e uma garota de sete anos, com um tiro no peito.

Depois de ser atingida, a mãe carregou a criança de quatro anos ferida para o jardim do vizinho. A mãe foi atingida nas duas pernas. Um menino de oito anos não foi ferido.

A vizinha do casal, Judy Castellanos, disse ao Los Angeles Times que o suspeito não pagava o aluguel há anos e que novo dono da residência estava tentando fazer o despejo. "Ele havia sido solicitado para deixar a residência ao fim deste mês", disse Castellanos. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.