Reprodução / Twitter
Reprodução / Twitter

Atirador da Louisiana atirou 13 vezes durante 20 minutos no cinema, afirma a polícia

John Russel Houser havia comprado ingresso para a sessão e estacionou perto da saída, com a intenção de fugir após o ataque

O Estado de S. Paulo

24 de julho de 2015 | 10h21

LAFAYETTE, EUA - O atirador que entrou em uma sala de cinema na noite da quinta-feira 23 na cidade americana de Lafayette, matou duas pessoas e feriu ao menos sete foi identificado pela polícia como John Russel Houser, homem branco de 59 anos. O ataque ocorreu durante uma sessão do filme Descompensada, comédia do diretor Judd Apatow, no Grand Theatre, por volta das 19 horas (21 horas pelo horário de Brasília). 

Segundo a políca, Houser havia comprado um ingresso para a sessão e disparou pelo menos 13 vezes com uma arma calibre .40, durante 20 minutos. As duas mulheres que morreram estavam sentadas na frente de Houser. 

O atirador vivia em um motel na cidade desde o início de julho. Em uma busca no quarto onde ele vivia, a polícia encontrou óculos, perucas e disfarces. Antes de morar no motel, Houser vivia no Alabama.

Na noite de quinta, o atirador estacionou o carro perto da saída do cinema, o que indica que ele tinha a intenção de fugir depois do massacre, explicou o chefe de polícia Jim Craft. No entanto, ele voltou para dentro do cinema quando percebeu que do lado de fora a polícia já montava um cerco e se matou.

Não se sabe qual teria sido o motivo do ataque, mas o governador da Louisiana, Bobby Jindal, afirmou a jornalistas que aparentemente Houser não realizou os disparos com a intenção de matar pessoas específicas. 

Segundo a investigação da polícia, Houser foi casado uma vez, mas atualmente estava vivendo sozinho, e tinha um tio que morreu há alguns anos e também vivia em Lafayette. /AFP e NYT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.