Atirador de Montreal é indiciado por 16 crimes

Henry Bain, de 62 anos, detido após o tiroteio que matou uma pessoa no comício da vitória de Pauline Marois, candidata do separatista Partido Quebequense, em Montreal, foi indiciado ontem por 16 crimes. Entre as acusações estão assassinato, tentativa de assassinato e posse de explosivos. Há suspeitas de que a primeira-ministra eleita seria o seu alvo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.