Christof Stache|AFP
Christof Stache|AFP

Atirador de Munique era admirador de Hitler e Breivik

Segundo jornal alemão, Ali David Sonboly nasceu no mesmo dia do ditador e odiava árabes e turcos

O Estado de S. Paulo

27 Julho 2016 | 16h01

MUNIQUE, ALEMANHA - O jovem que matou nove pessoas e depois se suicidou em Munique, na semana passada era admirador do líder nazista Adolf Hitler e se orgulhava de suas origens arianas, informou nesta quarta-feira, 27, o diário alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung. O objetivo de Ali David Sonboly, de 18 anos, era matar o maior número de pessoas possível durante o ataque ao shopping Olympia, um dos principais pontos da cidade. 

Segundo a publicação, Sonboly não militava em organizações da ultradireita alemã, nem frequentava a cena neonazista de Munique. Ele ainda tinha cerca de 300 balas em seu estoque de munição quando se matou. Seu ódio, ainda de acordo com a reportagem, era dirigido a imigrantes de origem turca e árabe. 

As nove pessoas mortas no tiroteio tinham origens extrangeira, a maioria da Turquia e do Kosovo. Filho de imigrantes iranianos, Sonboly nasceu em Munique em 20 de abril de 1998 - no mesmo dia em que Hitler nasceu na Áustria, em 1889. Ele saudava sua origem iraniana - que também é da etnia ariana.

O atirador de Munique também se inspirou no terrorista norueguês Anders Breivik, que há cinco anos matou 77 pessoas em um ataque duplo em Oslo e Utoya. A polícia alemã descartou motivações ligadas ao terrorismo islâmico no ataque de Munique. /EFE

 

Mais conteúdo sobre:
Adolf Hitler Olympia Turquia Áustria Oslo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.