Atirador é condenado a sete penas perpétuas

A Justiça condenou ontem o atirador Jared Loughner a sete prisões perpétuas e 140 anos de prisão, sem opção de liberdade condicional. Ele disparou contra a cabeça da ex-congressista americana Gabrielle Giffords, matou 6 pessoas e feriu outras 13 em 8 de janeiro de 2011. Giffords esteve no tribunal com o marido, um dos feridos. O ataque "mudou a vida de minha mulher, mas não esmagou o espírito dela", disse o marido. Loughner declarou-se culpado de 19 acusações, em um acordo para não enfrentar a pena de morte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.