Polícia da Virgínia/Reuters
Polícia da Virgínia/Reuters

Atirador é preso após deixar 8 mortos na Virgínia, nos EUA

Criminoso ainda atirou em helicóptero que o perseguia e obrigou aeronave a fazer pouso de emergência

Agência Estado,

20 de janeiro de 2010 | 09h00

Um atirador deixou oito pessoas mortas na terça-feira, 19, em um distrito rural perto de Appomattox, no sul do Estado americano da Virgínia, informou a polícia. O suspeito, Christopher Speight, de 39 anos, ainda chegou a disparar pelo menos quatro vezes contra um helicóptero da polícia que o perseguia, forçando a aeronave a realizar um pouso de emergência, mas de acordo com autoridades locais ele acabou preso.

Antes da prisão de Speight, a polícia estadual da Virgínia divulgou comunicado segundo o qual havia mais de cem pessoas envolvidas na caçada ao suspeito. O incidente começou por volta do meio-dia, quando houve um chamado para a polícia local sobre um homem com um ferimento na perna caído em uma estrada da zona rural.

Quando o agente chegou ao local, ouviu vários tiros, contou o sargento Thomas Molnar, um porta-voz da polícia estadual. A vítima foi levada por via aérea ao hospital, mas já chegou morta. Autoridades encontraram quatro corpos perto de uma casa próxima e outros três dentro da residência.

Há homens e mulheres entre as vítimas, segundo a polícia. As autoridades acreditam que apenas uma pessoa armada cometeu os crimes. Speight, o suspeito, foi preso mais tarde em uma floresta próxima. Ainda não se sabe a motivação para o ataque. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAviolênciaatiradormortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.