Atirador em fúria deixa 2 mortos no Novo México

ALBUQUERQUE, EUA

AP, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2010 | 00h00

Um homem não identificado abriu fogo ontem em uma fábrica de fibra ótica de Albuquerque, no Estado do Novo México, matando duas pessoas antes de se suicidar. Pelo menos quatro operários também ficaram feridos no ataque a tiros, informaram autoridades locais.

Segundo o chefe de polícia de Albuquerque, Ray Schultz, o ataque estaria ligado a um caso de "violência doméstica". A namorada do atirador, que tampouco foi identificada, supostamente trabalhava na fábrica onde ocorreu a tragédia e seria uma das vítimas. Os filhos do atirador já foram localizados e estão "bem", disse Schultz.

A polícia foi chamada por volta das 9 horas depois que disparos foram ouvidos na área do galpão da companhia Emcore. Inicialmente, autoridades informaram que seis pessoas tinham morrido no ataque. Pouco depois, o chefe de polícia convocou jornalistas para explicar que os policiais que invadiram a fábrica pensaram que duas pessoas deitadas no chão estavam mortas, mas na verdade haviam apenas sido feridas.

Também houve confusão na contagem de mortos no Hospital da Universidade do Novo México. /

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.