Atirador 'era arrogante, mas não agressivo', diz treinador

Homem que conviveu com jovem por 3 anos considerava o adolescente que matou 15 'um garoto normal'

Vanessa Buschschluter, BBC

12 de março de 2009 | 08h18

Tim Kretschmer, o adolescente de 17 anos que abriu fogo na quarta-feira em uma escola no sudoeste da Alemanha e matou pelo menos 15 pessoas antes de se suicidar, era "um garoto normal", de acordo com seu treinador de tênis de mesa, Eckehard Weiss. O treinador trabalhou com Kretschmer durante três anos e meio e disse que o garoto parecia ter uma vida familiar feliz.   Veja também: TVs exibem vídeo dos últimos momentos do atirador alemão Após ataques, Europa apressa-se para restringir armas de fogo  Cronologia dos principais ataques contra escolas "Ele era um menino normal. Nada agressivo. Às vezes podia ser muito arrogante, mas como era um dos melhores jogadores, isso é compreensível", disse Weiss à BBC, ressaltando que fora o talento para o esporte, Kretschmer não tinha nada de notável. "Ele se vestia como um menino normal, e a forma como se relacionava com seus companheiros de time também era normal." O treinador deixou de conviver regularmente com o adolescente há cerca de um ano e meio, quando Kretschmer mudou de clube. "Eu acho que ele participou de um jogo pela liga no domingo passado", afirmou. "Ele era um jogador aplicado. Quando tinha 11 anos, ele me disse que um dia queria ser jogador profissional." Weiss disse que tênis de mesa era o único hobby de Kretschmer e que o garoto levava o jogo muito a sério. "Quando um novo ranking era divulgado, ele decorava os nomes dos 40 melhores jogadores"."Três companheiros de time e eu íamos constantemente à casa dele depois de jogos da liga para café e bolo e para jogar tênis de mesa no porão." "Tim nunca mencionou ter tido qualquer briga em casa. Parecia ser uma família feliz", disse Weiss. "Ele também se dava bem com os três companheiros de time", afirmou o treinador. "Eles não eram amigos íntimos, mas também não havia atrito." Weiss lembra como Kretschmer ficou satisfeito com a vitória no campeonato local em 2004, na categoria de menores de 14 anos. Olhando para uma foto do adolescente com o troféu, tirada há cinco anos, Weiss disse: "Sim é ele. Este é o Tim, o jogador de tênis de mesa. Ele não tinha nada de agressivo."   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.