Atirador invade clube japonês e mata instrutora de natação

Homem vestido em camuflagem abre fogo com escopeta e fere oito pessoas, entre elas duas crianças

Associated Press,

14 de dezembro de 2007 | 13h34

Um atirador vestido em roupas com camuflagem matou nesta sexta-feira, 14, uma instrutora de natação de 26 anos e feriu duas crianças em um clube esportivo na ilha de Kyushu, no sul do Japão. O homem invadiu o local, localizado na sobreloja de um supermercado, por volta das 19 horas locais, e abriu fogo com o que parecia ser uma escopeta, informou a emissora NHK.  Embora tenha sido encurralado por alguns instantes, o atirador conseguiu escapar.  Ainda de acordo com a NHK, um homem ficou gravemente ferido no ataque de Sasebo, cidade próxima a Nagasaki. A polícia procura pelo suspeito.  Entre as oito pessoas levadas para um hospital, duas eram meninas de 9 e 10 anos, ambas feridas nas pernas.  A divisão de uma gangues criminosa em duas facções rivais tem sido apontada como motivo para uma série de tiroteios no sul do Japão, embora ainda não esteja claro se o incidente desta sexta-feira possa estar relacionado.

Tudo o que sabemos sobre:
Japão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.