Atirador mata 1 em universidade dos EUA

Homem invade câmpus de universidade em Seattle e atira em estudantes; 3 ficam feridos, 1 em estado grave

O Estado de S. Paulo

06 de junho de 2014 | 00h00

SEATTLE, EUA - Um tiroteio ocorrido na quinta-feira, 5, no câmpus da Universidade Seattle Pacific, no Estado de Washington, nos EUA, deixou um morto e três feridos. Segundo autoridades locais, quatro pessoas foram levadas para o Centro Médico Harborview, mas uma morreu após ser internada - outra está em estado grave e duas não correm risco de morrer. 

A polícia informou que o atirador - que não identificado - invadiu um dos prédios da universidade e começou a atirar contra os primeiros estudantes que encontrou. Investigadores ainda não sabem as razões do crime. Um dos alunos teria imobilizado o atirador, que foi preso em seguida. 

“Quatro vítimas foram encontradas na cena do tiroteio em Seattle”, informou a polícia pelo Twitter. Segundo a polícia, a única vítima é um homem de 20 anos. Uma mulher da mesma idade permanece em estado grave após ser operada no hospital. Os outros feridos são estudantes, de 24 e 22 anos, que estão em observação.

O tiroteio ocorreu menos de duas semanas após Elliot Rodger, um jovem de 22 anos com problemas mentais, matar seis pessoas, incluindo três nas proximidades do campus da Universidade de Santa Barbara, na região de Los Angeles. 

Recorde. O maior massacre em escolas americanas ocorreu em 2007, na Universidade de Virginia Tech. O estudante sul-coreano Cho Seung-hui invadiu um prédio do câmpus e matou 27 alunos e 5 professores - ele se suicidou em seguida. Pouco depois, foram descobertos fotografias e vídeos do atirador na internet, no qual ele se comparava a Jesus. / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
EUASeattletiroteio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.