Atirador mata três médicos americanos no Iêmen

Um atentado na manhã desta segunda-feira deixou três médicos norte-americanos mortos e um ferido em um hospital do Iêmen. Os médicos, três homens e uma mulher, foram baleados por um homem que entrou atirando em um hospital de missionários na província de Ibb, a 195 km ao sul de Sanaa, capital do país. Segundo fontes locais, o agressor, um estudante da Universidade Al-Iman, a 90 km de Sana, foi preso com um rifle e um revólver. Acredita-se que o atirador seja um militante islâmico, já que o hospital é controlado por padres cristãos.

Agencia Estado,

30 Dezembro 2002 | 05h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.