Atirador muçulmano pega 18 anos de prisão

A Justiça da Bósnia condenou ontem a 18 anos de prisão, por terrorismo, o sérvio Mevlid Jasarevic, radical islâmico que em outubro de 2011 foi preso após dar tiros de fuzil por 50 minutos contra a Embaixada dos EUA em Sarajevo. Um policial ficou ferido no ataque. Membro da comunidade wahabita, o atirador exigia que a Otan se retirasse do Afeganistão e o fim da perseguição à sua seita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.