Atiradores matam aliado próximo do presidente do Afeganistão

Pelo menos dois homens teriam atirado contra Jan Mohammad Khan, que havia sido governador de Oruzgan.

BBC Brasil, BBC

17 de julho de 2011 | 15h30

Atiradores mataram neste domingo um importante conselheiro do presidente afegão, Hamid Karzai, em um ataque realizado na capital do país, Cabul, segundo informa a polícia.

Jan Mohammad Khan, que havia sido governador da província de Oruzgan, foi atacado em sua residência, em um distrito no oeste da capital. O parlamentar Hasham Atanwal também foi morto no atentado, de acordo com relatos.

Uma troca de tiros continua ocorrendo entre os atiradores e as forças de segurança afegãs, segundo informa o correspondente da BBC em Cabul Sanjoy Majumder.

De acordo com um porta-voz do Ministério do Interior, pelo menos dois atiradores estão envolvidos no atentado, que ocorreu por volta de 20h pelo horário local (12h30 pelo horário de Brasília).

O incidente ocorre menos de uma semana depois que o irmão do presidente, Ahmed Wali Karzai, foi assassinado na província de Kandahar, no sul do Afeganistão.

O correspondente da BBC Bilal Sarwary diz que, além de ser um aliado muito próximo de Karzai, Khan também era uma figura polêmica, sendo frequentemente acusado de apoiar milícias locais e de violar os direitos humanos.

Khan esteve presente no funeral de Ahmed Wali Karzai, na última sexta-feira.

Mais cedo, neste domingo, a Otan passou o controle da província de Bamiyan, na região central do Afeganistão, para as forças de segurança do país.

Esta é a primeira de sete áreas que serão transferidas às forças locais, de acordo com um plano anunciado pelo presidente afegão, Hamid Karzai, em março.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.