Atiradores matam juiz em emboscada em Bagdá

Pistoleiros mataram a tiros um eminentejuiz iraquiano em uma emboscada em Bagdá quando ele ia paracasa, informaram a polícia e um oficial de justiça nasexta-feira. Kamel al-Shewaili, responsável por uma das duas cortes deapelação da capital, foi morto enquanto dirigia por uma estradano leste de Bagdá na tarde de quinta-feira, disse Abdul Sataral-Birqadr, porta-voz do Supremo Conselho Judiciário iraquiano. Os atacantes usaram dois veículos para bloquear a passagemdo juiz, informou uma fonte da polícia. Eles atiraram no juiz,que estava só no veículo, e foram embora, disse a fonte. Normalmente, juízes iraquianos importantes têmguarda-costas em seus carros ou em veículos acompanhantes. Nema fonte da polícia nem Birqadr sabiam se Shewaili estava sobescolta ou não. "Ele era um dos melhores juízes do Iraque. Trabalhou nessaárea por mais de vinte anos. É muito difícil substituí-lo",disse o porta-voz Birqadr, acrescentando que o crime é parte deuma série de assassinatos de figuras eminentes do Iraque. Em janeiro, atiradores mataram o juiz da corte de apelaçõesAmir Jawdat al-Naeib, que também era membro do Supremo ConselhoJudiciário, quando ele dirigia para o trabalho pelo oeste deBagdá. O Supremo Conselho Judiciário iraquiano é um organismo desupervisão que também nomeia os principais ocupantes de cargosdo poder judiciário. Frequentemente militantes miram juízes, acadêmicos e suasfamílias, além de outros profissionais, nos embates sectáriosentre xiitas e sunitas. A violência, que já vitimou dezenas de milhares deiraquianos, intensificou-se depois do atentado a bomba aosantuário xiita de Samarra em fevereiro de 2006, que ameaçoudeflagrar uma guerra civil no Iraque. Os ataques contra figuras eminentes diminuíram à medida quea violência decresceu nos últimos meses, resultado de umaintensificação na segurança conduzida pelas forças armadasamericanas e iraquianas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.