Raminder Pal Singh/Efe
Raminder Pal Singh/Efe

Ativista Anna Hazare se recupera em hospital após jejum na Índia

Greve de fome contra a corrupção durou 12 dias até governo indiano aceitar suas exigências

Efe

29 de agosto de 2011 | 10h39

NOVA DELHI - O ativista indiano Anna Hazare se recupera em um hospital depois de 12 dias de jejum contra a corrupção, interrompido neste domingo após o governo da Índia ter aceitado suas exigências.

 

"Hazare começou a melhorar. Ele vinha perdendo 500 gramas por dia, mas desde que chegou, só perdeu 200. Isso é um sinal de melhora", disse à agência indiana "Ians" Naresh Trehan no hospital Medanta, da cidade de Gurgaon, próxima a Nova Délhi.

 

Hazare terminou o jejum - só bebia água de coco com mel - contra a corrupção no domingo diante de milhares de pessoas, depois que o Parlamento indiano anunciou no sábado que adotaria as exigências do líder para reforçar a luta contra a corrupção.

 

"O peso de Hazare se estabilizou, mas ele ainda não iniciou a dieta completa, que será feita de forma gradual", afirmou Trehan.

 

O ativista, de 74 anos, recusou, durante o jejum, alimentação intravenosa, apesar de seu estado de saúde ter piorado.

 

A greve de fome de Hazare conquistou a simpatia popular nas principais cidades indianas e seu protesto foi considerado pelos analistas a maior mobilização contra a corrupção desde a independência do país, em 1947.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.