Ativista cego diz que teme por sua família

O ativista chinês cego, Chen Guangcheng, disse em entrevista à rede de TV CNN que, desde que fugiu da prisão domiciliar as autoridades de sua cidade natal, na Província de Shandong, intensificaram a perseguição a membros de sua família. Agora que ele está nos EUA, Chen tem medo que as autoridades tentem se vingar em seus parentes por causa de sua fuga e todo o estardalhaço que o caso provocou.

O Estado de S.Paulo

26 Maio 2012 | 03h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.