Ativista político é preso usando fantasia de Bin Laden

O advogado que divulgou a prisão do presidente George W. Bush por dirigir embriagado, dias antes da eleição de 2000, foi detido nesta terça-feira após ter sido visto em uma rodovia carregando uma arma de brinquedo e trajando uma fantasia do terrorista Osama bin Laden. Tom Connolly, de 49 anos, foi acusado de ameaça criminosa após ter parado em um local visível a viajantes na beira de uma grande rodovia, vestindo uma fantasia de Halloween e fazendo insinuações.Autoridades, respondendo a chamados de motoristas, acharam o homem usando uma túnica branca e carregando uma metralhadora de plástico. Antes de ser detido, Connolly andou em direção aos policiais e granadas aparentemente falsas caíram no chão, segundo a polícia. A fantasia incluía dinamites e granadas de brinquedo, além de uma réplica da arma AK-47, muito utilizada por extremistas islâmicos. "Tudo isso é incrivelmente bizarro", disse o chefe de polícia de South Portland, Ed Googins. "Isso foi além."Connolly, que concorreu para o governo de Maine pelo partido Democrata em 1998 e perdeu, teve um breve encontro com repórteres após pagar fiança de US$500 para sua soltura da prisão de Cumberland County. Ameaça criminosa é uma infração pequena. "Havia o direito da Primeira Emenda (que garante a liberdade de expressão) nesta manhã quando eu acordei. Não sei se ele evaporou com a chagada da noite", ironizou o ativista. Advogado na cidade de Portland, Connolly é conhecido por usar fantasias para fazer declarações políticas, tipicamente vestindo uma máscara de Bush e dançando para motoristas que passam por ele. Sua esposa o descreve como "maravilhosamente excêntrico".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.