Ativista volta para China após acampar em aeroporto

Feng Zhenghu, ativista chinês que passou mais de três meses acampado dentro de aeroporto no Japão, chegou hoje na China. Feng acampou no Aeroporto Internacional Narita, onde ele ficou do início de novembro até a semana passada, em protesto pela recusa chinesa em permitir sua entrada no país.

AE, Agencia Estado

12 de fevereiro de 2010 | 13h17

Feng deixou a China em abril, para visitar o filho, um universitário no Japão. Quando tentou voltar em junho, porém, não obteve permissão das autoridades chinesas, apesar de seus documentos estarem em ordem. Em janeiro, funcionários chineses se encontraram com ele no aeroporto onde estava vivendo, em Tóquio, e anunciaram que o escritor poderia voltar.

Policiais escoltaram o homem desde o aeroporto de Xangai, primeiro para um almoço e depois para casa. "Eu estou tão feliz de voltar para casa", disse Feng a repórteres na entrada de seu apartamento, no norte de Xangai. "Voltar para casa é um direito básico de qualquer cidadão."

O retorno do ativista para a China ocorreu após oito tentativas, desde junho, quando autoridades locais recusaram sua volta. Um escritor e ativista pelos direitos humanos, Feng enfureceu o governo local ao apoiar protestos de estudantes e acusar autoridades por delitos.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaativistaFeng Zhenghu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.