Ativistas fazem campanha contra fazendas que extraem bílis de ursos na China

Ritual realizado por meio de introdução de tubo no estômago de animais é considerado cruel.

BBC Brasil, BBC

02 de março de 2012 | 05h42

Grupos de defesa dos direitos dos animais na China estão intensificando esforços para pôr fim à pratica de criar ursos em fazendas para retirar a bílis dos animais.

A bílis serve como um popular ingrediente para a medicina tradicional chinesa e é considerada benéfica para problemas de visão e do fígado.

O líquido é retirado do estômago dos animais por meio de um tubo, inserido em seus estômago.

Os manifestantes pró-animais afirmam que a prática de extrair a bílis sem o uso de anestesia, que é uma prática inteiramente legal na China, é cruel e precisa ser interrompida.

Mas a indústria de extração de bílis está reagindo à pressão, afirmando que a prática não é dolorosa para os ursos.

Um criador de ursos anunciou até que possui planos de lançar ações de sua companhia na Bolsa de Valores chinesa, a fim de expandir suas operações. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
chinabílismundo animalursos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.