Ativistas fazem manifesto pela vida de iraniana em Paris

Aproximadamente 300 ativistas de direitos humanos fizeram hoje um protesto, em Paris, em apoio à iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, de 43 anos. Ela foi condenada à morte por apedrejamento em seu país.

AE-AP, Agência Estado

28 de agosto de 2010 | 14h31

Numa tentativa de convencer o Irã a cancelar a pena, os manifestantes tomaram as ruas da capital francesa carregando cartazes em que se lia "Vamos salvar Sakineh, uma mãe de dois filhos, sentenciada por adultério".

Depois de enfrentar protestos internacionais, o Irã suspendeu a pena no mês passado, mas alertou que Sakineh ainda poderá ser condenada à forca. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
condenaçãoIrãSakineh

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.