Ato em Caracas reúne milhares

Milhares de estudantes universitários saíram às ruas ontem, em Caracas, para protestar contra os cortes feitos pelo presidente Hugo Chávez no orçamento do setor de educação. Também participaram da manifestação partidos de oposição e integrantes da imprensa venezuelana, alvos frequentes das ameaças de Chávez. A marcha seguiu da Universidade Central da Venezuela (UCV), que tem 60 mil estudantes, até o Ministério da Educação Superior. Antes de seu início, um grupo de pessoas encapuzadas queimou veículos e foram ouvidos tiros no câmpus universitário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.