Ato no Rio pede fim de assédio a bahais no Irã

Cerca de 800 pessoas, segundo os organizadores, participaram ontem de uma manifestação contra a perseguição sofrida no Irã pelos adeptos da religião Bahai.Durante o ato, na Praia de Copacabana, foram fincadas na areia 7.747 máscaras com fotos do rosto de 7 líderes bahais iranianos, cujo período em detenção pelas autoridades do Irã soma 7.747 dias.

, O Estado de S.Paulo

20 de junho de 2011 | 00h00

Segundo Iradj Eghrari, secretário nacional da Comunidade Bahai no Brasil, a manifestação teve como objetivo revelar aos brasileiros a dramática situação vivida pelos baha"is no Irã.

A religião bahai surgiu no Irã (antiga Pérsia) no século 19 e desde então seus seguidores sofrem grave perseguição no país. Há cerca de 300 mil bahais no Irã e 65 mil no Brasil. "Nos últimos 30 anos, mais de 200 baha"is foram mortos e centenas de outros aprisionados", afirmou Eghari.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.