Aumenta o número de mortos por tufão 'Fanapi' na China

Mais de um milhão e meio de pessoas foram afetadas pela tragédia

Efe,

27 de setembro de 2010 | 03h36

PEQUIM - Sobe para 75 o número de mortos e para 61 o número de pessoas desaparecidas por causa do temporal de chuva e vento, deslizamento de terra e fluxos de lama causados pelo tufão "Fanapi" em sua passagem pela província de Cantão, sul da China, informou nesta segunda-feira, 27, a agência oficial de notícias Xinhua.

 

Os deslizamentos de terra e os fluxos de lama são os responsáveis por dois terços de mortes e desaparecimentos causados pelo tufão, assegurou o secretário-geral do governo de Cantão, Tang Hao, e acrescentou que as zonas mais afetadas são o município de Magui e o povoado de Pingtang, das cidades de Gochuan e Xinyi, respectivamente.

 

Até o meio-dia de domingo, 26, mais de um milhão e meio de pessoas de nove cidades de Cantão foram afetadas, cerca de 128 mil estão desalojadas, 16 mil casas foram destruídas e 66.400 hectares de cultivo ficaram danificados. Com isso, as perdas econômicas deste desastre alcançaram cinco bilhões de iuanes (US$ 745 milhões).

Tudo o que sabemos sobre:
Tragédia, China, tufão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.