EFE/Tobias Hase
EFE/Tobias Hase

Número de mortos por inundações provocadas por forte temporal na Alemanha sobe para 11

Chuvas já pararam de cair e dificultam o trabalho de limpeza das ruas. Danos provocados pelas enchentes no distrito de Rottal-Inn já chegam a centenas de milhões de euros

O Estado de S. Paulo

03 de junho de 2016 | 10h31

BERLIM - Pelo menos sete pessoas morreram no sul da Alemanha em razão das inundações provocadas pelo forte temporal que castigou a região na noite de quarta-feira, elevando para 11 o total de vítimas desde o fim de semana.

A polícia do Estado federado da Baviera informou que encontrou na noite de quinta-feira o corpo de um homem de 65 anos em Simbach, onde antes já havia recuperado os corpos de outras quatro vítimas. Já na cidade vizinha de Julbach, equipes de resgate acharam o corpo de uma mulher de 80 anos. Um homem que tinha sido resgatado morreu nesta sexta-feira no hospital.

Autoridades continuam procurando um casal de aposentados que desapareceu na região, enquanto começa a realizar os trabalhos de limpeza. "O mais importante hoje é restabelecer amplamente o fornecimento de água potável e a rede de estradas", declarou nesta sexta-feira, 3, uma porta-voz do distrito de Rottal-Inn.

Até as últimas horas da tarde de quinta-feira, as autoridades conseguiram restabelecer o fornecimento de energia elétrica nas localidades mais afetadas pela chuva no sul do país, as cidades de Simbach, Triftern e Tann.

As fortes chuvas já pararam de cair na Alemanha, o que, de certa forma, não facilita a limpeza das ruas. "O problema é que precisamos tirar o barro rapidamente. Quando ele já está seco, fica duro como uma pedra", explicou um porta-voz da Defesa Civil.

No entanto, os danos provocados pelas inundações no distrito de Rottal-Inn já chegam a centenas de milhões de euros.

Nesta manhã, o temporal deu uma pequena trégua, apesar de o Serviço Alemão de Meteorologia prever fortes chuvas ao longo do dia em toda Baviera. Porém, é improvável que as regiões inundadas voltem a ser afetadas pelo problema.

No Estado federado da Renânia do Norte-Vestfália, no oeste do país, o rio Issel ameaçava transbordar e inundar parte das cidades de Isselburg e Hamminkel. Mas, com a trégua, o nível da água voltou a diminuir quase um metro.

Em Renânia-Platinado, os porões de várias casas ficaram inundados, e os bombeiros tiveram que bombear a água. Além disso, várias pessoas que ficaram isoladas em razão das inundações foram resgatadas.

O temporal já havia provocado a morte de quatro pessoas no fim de semana em Baden-Württemberg e provocado grandes estragos tanto neste Estado federado como na Baviera. /EFE

Tudo o que sabemos sobre:
chuvasinundaçõesAlemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.