Aumenta suspeita de terrorismo em queda de aviões na Rússia

Aumentam as suspeitas de que a queda, quase simultânea, de dois aviões no fim da noite de terça-feira da Rússia foi um ato terrorista. Um alto funcionário do governo russo admitiu pela primeira vez que a hipótese tornou-se a principal linha de investigação.Vladimir Yakovlev, enviado especial do governo russo ao sul do país, onde caiu um dos aviões, disse que as caixas-pretas recuperadas não forneceram as informações esperadas para que se possa dar alguma resposta imediata sobre o assunto. Mas a principal corrente teórica "segue a hipótese de terrorismo", disse ele à agência de notícias ITAR-Tass.Oficialmente, porém, nenhuma hipótese foi descartada pelas autoridades russas. Fala-se em explosão de bombas, seqüestro dos aviões, falta de combustível e erro humano. Hoje foi dia oficial de luto pelas 89 vítimas das duas quedas de terça-feira. As bandeiras da Rússia foram hasteadas a meio-mastro e os programas de entretenimento foram cancelados.

Agencia Estado,

26 de agosto de 2004 | 16h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.