Austrália acha que pais mataram menino achado em mala

Polícia acredita na hipótese pois afirma que não foi registrado desaparecimento de nenhuma criança

Efe,

19 de outubro de 2007 | 08h08

A Polícia da Austrália suspeita que a criança cujo corpo apareceu dentro de uma mala flutuando no lago de um parque de Sydney foi assassinada por seus pais, segundo informou a rede de rádio ABC. Duas crianças tiraram a mala da água na quinta-feira, 17, depois de vários dias no lago. Elas encontraram o corpo em decomposição e seminu de um menor de entre 4 e 8 anos. O detetive Geoff Beresford disse nesta sexta-feira que ninguém informou à Unidade de Pessoas Desaparecidas de Nova Gales do Sul o desaparecimento de nenhuma criança. Por isso, a Polícia suspeita que o menor foi assassinado por alguém que ele conhecia, e não por um seqüestrador. Beresford ressaltou que a suspeita reduz a possibilidade de que o assassinato esteja relacionado com a presença no bairro, nas últimas semanas, de um homem que supostamente se aproximou de vários menores. As escolas alertaram aos pais dos alunos para a presença do homem, que supostamente dirige uma caminhonete branca.

Tudo o que sabemos sobre:
Políciamala

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.