Austrália confirma primeiro caso de gripe suína

A Austrália confirmou hoje seu primeiro caso de gripe suína mas revelou também que a paciente, uma mulher que tem em torno de 20 anos, não está mais infectada porque contraiu uma cepa fraca do vírus. As informações são do Ministério da Saúde do país. O resultado do teste da mulher, que é do estado de New South Wales, veio positivo do laboratório da Organização Mundial da Saúde (OMS), localizado em Melbourne, segundo o ministro da Saúde, Nicola Roxon.

AE-AP, Agencia Estado

09 de maio de 2009 | 10h10

A mulher, que não teve a identidade divulgada, notou os primeiros sintomas em 27 de abril enquanto estava nos Estados Unidos, mas melhorou antes de retornar para Brisbane, no estado australiano de Queensland, na quinta-feira. Segundo as autoridades de saúde, não há mais risco para ela nem para a comunidade e ela já poderá viajar para sua casa em New South Wales. Segundo o departamento de saúde de Queensland, ela não estava mais infecciosa quando viajou dos Estados Unidos para Austrália. Mesmo assim, o departamento irá entrar em contato com as pessoas que estavam próximas a ela no voo para checar se alguém está com os sintomas.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaAustrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.