Austrália criará imposto especial para reconstrução após enchentes

Governo australiano espera arrecadar US$ 3,5 bilhões para reconstruir estradas, pontes, redes ferroviárias e outras infraestruturas essenciais

Efe,

26 de janeiro de 2011 | 03h09

SYDNEY - O governo da Austrália aprovará um imposto especial para arrecadar quase US$ 3,5 bilhões para reconstruir a região oriental do país, afetada por graves inundações, informou a imprensa local nesta quarta-feira, 26.

 

Os danos causados pelas enchentes são estimados em US$ 10 bilhões, o que obrigou o governo australiano a obter mais fundos ou adiar seu plano para acabar com o déficit fiscal federal antes de 2013.

 

O diário The Australian indicou que o Executivo resolverá o problema elevando o imposto conhecido como Medicare - referente ao sistema de saúde do país - de 1,5% para 2%, pelo que cada trabalhador desembolsará US$ 5 mais por semana durante um ano até que os cofres estatais arrecadem os US$ 3,5 bilhões marcados como objetivo.

 

O montante será usado na reconstrução de estradas, pontes, redes ferroviárias e outras infraestruturas essenciais que foram arrasadas pelas piores inundações em 50 anos, segundo o periódico.

As chuvas torrenciais devastaram nos últimos três meses vastas áreas dos estados de Queensland, Nova Gales do Sul e Victoria, com um saldo de 35 mortos e milhares de casas e hectares de plantações destruídos.

 

Alguns especialistas acreditam que a magnitude dos danos fará com que a economia australiana entre em recessão no primeiro trimestre deste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
Austrália, enchente, reconstrução

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.