Austrália deve ir à guerra, diz primeiro-ministro

A participação da Austrália numa guerra contra o Iraque é cada vez mais provável, garantiu o primeiro-ministro John Howard, apesar da forte oposição popular em seu país. Sua declaração foi feita depois de uma conversa telefônica com o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, em seguida à breve reunião de cúpula no arquipélago português de Açores."Como resultado dos acontecimentos recentes, a possível participação militar da Austrália numa ação contra o Iraque é agora mais provável do que parecia há algumas semanas", disse Howard, em entrevista coletiva concedida em Camberra.Howard disse que Bush não fez nenhum "pedido formal" à Austrália durante a conversa. "Mas, frente à possibilidade de as últimas gestões diplomáticas falharem, esse pedido poderia ser recebido num futuro próximo", comentou.Ele revelou ter convocado uma reunião de gabinete para discutir a possível participação da Austrália na guerra contra o Iraque. "A decisão final sobre nossa participação militar cabe ao gabinete", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.