Austrália nega-se a atender a seqüestradores iraquianos

O primeiro-ministro da Austrália, John Howard, disse nesta terça-feira que não retirará suas tropas do Iraque, como exigem os militantes que afirmam ter seqüestrado dois seguranças australianos, que seriam mortos em 24h após a ameaça. Segundo as Brigadas de Horror do Exército Secreto Islâmico, foram feitos reféns dois guardas australianos e dois asiáticos. Ainda não há confirmações se o grupo diz a verdade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.