Austrália poder ter 1º governo de coalizão em 70 anos

A Austrália pode ter um governo de coalizão pela primeira vez em 70 anos. Com 75% dos votos da eleição deste sábado já contabilizados, o resultado aponta para um equilíbrio entre o Partido Trabalhista governista e a oposição conservadora, representada pelo Partido Liberal.

AE-AP, Agência Estado

21 de agosto de 2010 | 13h56

A primeira-ministra trabalhista, Julia Gillard, disse que espera formar o próximo governo, mas que o resultado ainda não está decidido e vai demorar alguns dias para que os números finais sejam divulgados. Sobre seu oponente, o líder do Partido Liberal, Tony Abbott, ela disse que ele é um advogado formidável para seu lado da política. Um número recorde de votos direcionados para os candidatos independentes e do Partido Verde deve decidir o pleito, com uma crescente possibilidade dos partidos centrais terem que negociar com os grupos periféricos para formar o governo.

O cientista político Norman Abjorensen, da Universidade Nacional da Austrália, disse que o mais provável é a formação de um governo instável de minoria liderado por Abbott e apoiado por independentes.

Gilliard, uma ex-advogada carismática de 48 anos, subiu ao poder em 24 de junho pelo Partido Trabalhista, de centro-esquerda, durante um golpe interno que derrubou o seu predecessor e quase imediatamente convocou eleições para confirmar seu mandato. Abbott, um ex-seminarista católico de 52 anos, com três filhas, quase não conseguiu o apoio de seu Partido Liberal oito meses atrás.

Tudo o que sabemos sobre:
Austráliaeleiçõescoalizão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.