Austrália: premiê pede ajuda para iniciativa privada

A primeira-ministra da Austrália, Julia Gillard, indicou uma força-tarefa composta pelos líderes mais ricos do país, com o objetivo de ajudar a formular projetos para a recuperação das áreas atingidas pelas enchentes. Segundo o governo, os prejuízos serão um dos mais altos da história do país. Gillard reuniu-se com a força-tarefa hoje na cidade de Brisbane e disse que espera que os integrantes do grupo façam campanha por doações empresariais para ajudar na recuperação.

AE, Agência Estado

24 de janeiro de 2011 | 13h50

Alguns economistas acreditam que as enchentes podem representar uma queda de quase 1% no crescimento econômico australiano neste ano, previsto para algo entre 3% e um pouco menos do que 4%. O governo ainda não apresentou estimativas dos danos causados pelas enchentes, mas o secretário do Tesouro Wayne Swan disse que o impacto será sentido durante anos. O governo deve anunciar sua primeira estimativa de danos na próxima sexta-feira.

"Ainda não sabemos o custo total do desastre", disse Gillard. "Queremos deixar claro que o governo federal vai agilizar e fazer todo o necessário para reconstruir Queensland". Hoje, os serviços de emergência se concentravam na cidade de Swan Hill, 340 quilômetros a noroeste de Melbourne, capital do Estado de Victoria, onde os rios Lodden e Murray se encontram.

Voluntários passaram a última semana empilhando dezenas de milhares de sacos de areia ao redor da comunidade, que tem 10 mil habitantes, informou o prefeito Greg Cruickshank. As fortes enchentes na Austrália tiveram início com o nível recorde de chuvas registrado em novembro, que deixou grandes partes do estado de Queensland, nordeste do país, debaixo d''água, matou 30 pessoas, destruiu 30 mil casas e empresas e causou prejuízos de pelos menos US$ 3 bilhões em perdas de plantações e exportações de carvão.

A capital do Estado e terceira maior cidade do país, Brisbane ficou inundada durante dias. As águas agora se movimentam pelo Estado de Victoria, onde fortes chuvas provocaram o transbordamento de vários rios. Centenas de moradores foram retirados ontem de pequenas comunidades a leste de Swan Hill, dentre elas a ilha Pental Island, onde cerca de 50 propriedades devem ficar isoladas ou debaixo d''água. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvasdesastreajudaAustrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.