Sandra Sanders/Reuters
Sandra Sanders/Reuters

Austrália prorroga fechamento das fronteiras até junho

De acordo com autoridades da Saúde, situação da covid-19 no exterior gera um 'risco inaceitável' para o país

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de março de 2021 | 02h03

SYDNEY - A Austrália irá prorrogar por três meses, até 17 de junho, o fechamento de suas fronteiras, para evitar a entrada do novo coronavírus e suas variantes, após um ano de isolamento. 

Segundo o ministro da Saúde, Greg Hunt, autoridades da área alertaram o governo de que "a situação da covid-19 no exterior segue gerando um risco inaceitável de saúde pública no país", devido à emergência das cepas mais contagiosas.

A Austrália fechou as fronteiras aos estrangeiros no começo da pandemia, salvo em casos especiais, e impôs um limite semanal no número de cidadãos do país que desejavam voltar para casa, o que deixou dezenas de milhares de pessoas bloqueadas no exterior. 

Os viajantes que entram no território australiano têm de gastar milhares de dólares para cumprir 14 dias de quarentena em hotéis.

O país tem obtido sucesso no controle da propagação da covid-19, com menos de 29 mil casos e 909 óbitos registrados em uma população de 25 milhões de pessoas, que vivem atualmente com poucas restrições./ AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.