Áustria considera novo orçamento da UE aceitável

A contribuição líquida da Áustria ao novo orçamento da União Europeia "quase dobrou", afirmou o vice-chanceler do país, Michael Spindelegger, neste domingo. Aprovado na sexta-feira (08), o orçamento conjunto de 959 bilhões de euros em compromissos para o período entre 2014 e 2020 foi considerado "aceitável" pela Áustria, segundo Spindelegger.

AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2013 | 20h26

O chanceler austríaco Werner Faymann, entretanto, criticou a postura dura da Grã-Bretanha nas negociações, dizendo que o primeiro-ministro britânico, David Cameron, tinha optado por "egoísmo em vez de companheirismo" por razões políticas internas. Cameron liderou o ataque em favor de cortes de gastos.

Uma pesquisa encomendada por uma revista austríaca mostrou que a maioria dos cidadãos da Áustria não acredita que o fundo de resgate da zona do euro seja suficiente para salvar a moeda. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
UEorçamentoacordoÁustria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.