Áustria: extremista desiste de vaga no parlamento da UE

O político austríaco de extrema-direita Andreas Moelzer retirou sua candidatura à reeleição para o parlamento europeu após ser criticado por comentários favoráveis ao Nazismo e contra a população negra.

AE, Agência Estado

08 de abril de 2014 | 18h36

Moelzer havia dito no mês passado que a Europa corria o risco de se tornar um "conglomerado de negros, onde o caos se multiplica por meio da massiva imigração". O político também disse que a União Europeia é uma ditadura que faz a Alemanha Nazista parecer "liberal".

Hoje, o político afirmou que estava agindo para o bem de sua legenda, o Partido Libertário da Áustria (FPO), e não por causa da pressão do "cenário da mídia politicamente correta" austríaca. Moelzer integra a ala de extrema-direita do partido, que ganhou espaço nos últimos anos com um discurso contra a União Europeia, anticorrupção e anti-imigração. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ÁUSTRIAEXTREMA-DIREITA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.