Austríaco teria abusado das filhas por 40 anos

A polícia da Áustria investiga um homem de 85 anos detido sob suspeita de aprisionar e espancar suas duas filhas, além de abusar sexualmente delas por 40 anos. O suspeito teria mantido as mulheres, hoje com 45 e 53 anos, trancadas em uma pequena cozinha, tendo apenas um banco de madeira como cama. Segundo a polícia, elas escaparam em maio, quando ele tentou estuprar a filha mais velha, que reagiu. O caso seria similar ao do austríaco Josef Fritzl, que teve sete filhos com Elisabeth Fritzl, presa no porão por 24 anos.

, O Estado de S.Paulo

26 de agosto de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.