Austríacos estão entre os reféns em Istambul

O Ministério de Exteriores de Viena informou nesta segunda-feira que pelo menos seis empresários austríacos se encontram entre os reféns que foram seqüestrados ontem em um hotel em Istambul por um comando de guerrilheiros chechenos. O porta-voz do ministério austríaco, o cônsul Franz Wechner, foi para o local tentar negociar com os rebeldes. Não há informações se há feridos no interior do prédio. O grupo de seqüestradores, que luta pela independência da Chechênia, armados de pistolas e fuzis, invadiu o hotel no centro de Istambul e fez várias pessoas reféns. Hoje de manhã, os seqüestradores libertam quatro reféns, entre eles, três mulheres e uma criança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.