Andy Cross/The Denver Post via AP
Andy Cross/The Denver Post via AP

Autor de ataque em cinema dos EUA pega prisão perpétua

Segundo a imprensa americana, a pena de morte foi considerada para James Holmes, mas não houve unanimidade entre os jurados

O Estado de S. Paulo

07 de agosto de 2015 | 20h55

DENVER, EUA - James Holmes, autor do ataque a tiros dentro de uma sala de cinema em Aurora (Colorado) na sessão do filme Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge foi sentenciado à prisão perpétua pelas mortes das 12 pessoas, nesta sexta-feira, 7. Ele já havia sido considerado culpado pelos crimes no mês passado. Nessa etapa do julgamento, o júri decidiu sua sentença.

Segundo a imprensa americana, a pena de morte foi considerada, mas não houve unanimidade entre os jurados. Bastava que apenas um membro de todo o júri discordasse da sentença de morte para que Holmes fosse condenado à prisão perpétua. 

 

O julgamento ocorreu três anos após o massacre, de 2012, e o júri rejeitou o argumento da defesa de que Holmes tem problemas mentais e sofre de esquizofrenia. Mais de 50 pessoas ficaram feridas no episódio. A defesa convocou alguns psiquiatras para avaliar Holmes, incluindo um especialista em esquizofrenia, que concluiu que o réu é psicótico e mentalmente incapaz. Entretanto, dois médicos chamados pelo Estado testemunharam que não importa qual era o estado mental de Holmes no dia do massacre, ele sabia que estava fazendo uma coisa errada.  / AP

Tudo o que sabemos sobre:
EUAJames HolmesAurora

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.