Autor de atentado em Mossul usava farda iraquiana

O atacante suicida que se explodiu no refeitório de uma base americana em Mossul, Iraque, matando mais de 20 pessoas, vestia um uniforme militar iraquiano, informa o general americano encarregado da região. "Um indivíduo vestindo uma farda iraquiana, possivelmente com um explosivo montado no traje, estava dentro da instalação e detonou a instalação, causando esta tragédia", disse o general Varter Ham, comandante da Força-Tarefa Olímpia, à CNN. A explosão ocorreu na terça-feira e foi o pior ataque sofrido por tropas americanas no Iraque. A maioria dos mortos era de soldados dos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.