AFP PHOTO / ULISES RUIZ
AFP PHOTO / ULISES RUIZ

Autoridades acreditam que 3 estudantes desaparecidos no México foram mortos e dissolvidos em ácido

Jovens trabalhavam em locação supostamente vigiada pelo cartel Nova Geração Jalisco, no oeste do país

O Estado de S.Paulo

24 Abril 2018 | 11h48

CIDADE DO MÉXICO - Autoridades de Jalisco, Estado no oeste do México, dizem acreditar que três estudantes desaparecidos desde o mês passado foram mortos e tiveram seus corpos dissolvidos em ácido. O escritório da Procuradoria-Geral de Justiça afirma que dois homens já foram detidos e que há ordens de prisão para outros quatro suspeitos.

Os estudantes foram sequestrados em 19 de março nos arredores de Guadalajara, depois de trabalharem em um projeto de cinema para uma escola, numa locação que aparentemente estava sendo vigiada por membros do cartel Nova Geração de Jalisco. Autoridades disseram que os adolescentes foram levados a outro local e um deles foi espancado até a morte. Os outros dois foram mortos em seguida. Segundo os promotores, os corpos foram levados a uma terceira localização, onde acreditam que tenham sido dissolvidos em ácido sulfúrico. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.