Ricardo Mazalan/AP
Ricardo Mazalan/AP

Autoridades colombianas investigam três hipóteses para atentado

Presidente Juan Manuel Santos cancelou viagem para Portugal para 'estar a frente destas investigações'

O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2017 | 14h54

As autoridades colombianas investigam três hipóteses para capturar os autores do atentado terrorista deste sábado, 17, num centro comercial de Bogotá que deixou três mulheres mortas. O presidente Juan Manuel Santos, porém, disse que não divulgará as possibilidades para não atrapalhar o andamento das investigações.

"A equipe de investigação tem três hipóteses concretas e não vou mencioná-las para não prejudicar a investigação", disse o chefe de estado, após um conselho de segurança. Nele, Santos também tomou a decisão de oferecer recompensa de 100 milhões de pesos (cerca de US$ 33,6 mil) por informações sobre os autores do crime.

Santos anunciou neste domingo, 18, que cancelou uma viagem prevista para Portugal para liderar as investigações. "Tomei a decisão de cancelar minha viagem a Lisboa para estar a frente destas investigações nesses três dias cruciais", disse. O presidente, porém, confirmou que vai viajar para Paris para encontrar Emmanuel Macron na próxima terça-feira.  

Na madrugada do acidente, Santos condenou o atentado e o qualificou como um "ato vil, cruel, covarde". Pelo menos três pessoas foram mortas, incluindo uma mulher francesa, e 11 ficaram feridas neste sábado, 17, em um atentado com explosivos no banheiro feminino de um shopping center localizado em Bogotá. 

Duas pessoas "morreram em decorrência de ferimentos" e quatro estão em estado crítico, disse em nota a clínica para onde os feridos foram levados./EFE e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.