Autoridades colombianas pedem evacuação de área perto de vulcão

Autoridades estão pedido que cerca de 9 mil pessoas evacuem a área próxima ao vulcão mais ativo da Colômbia, depois que o instituto geológico do país alertou para o risco de erupção dentro de alguns dias ou semanas. O Istituto Colombiano de Geologia e Mineração, trabalhando com equipes dos Estados Unidos, Equador e Alemanha, elevou a categoria de alerta do vulcão Galeras na terça-feira, depois que foi detectado o aumento na atividade no núcleo do vulcão "Eu confio nos cientistas e tenho o sentimento de que pode haver uma grande erupção", disse o governador em exercício do departamento (Estado) de Narino, Fábio Trujillo. "Estamos apelando ao bom senso das pessoas para que deixem a área de perigo para que possam salvar suas vidas". A cratera do Galeras está a 4.276 metros acima do nível do mar, 520 quilômetros a oeste de Bogotá, próximo a fronteira equatoriana. Vulcanologistas temem que gases tóxicos, como o monóxido de carbono e o dióxido de enxofre, possam sufocar os moradores. Os materiais expelidos pelo vulcão podem incinerar as vilas próximas. Em novembro de 2005, o vulcão expeliu cinzas por uma hora. Os resíduos alcançaram 48 quilômetros de distância. Os moradores das vilas resistiram aos apelos das autoridades, afirmando que orações e oferendas ao vulcão os manteriam salvos. Uma erupção menor do Galeras, em 1993, deixou nove mortos, seis vulcanologistas e três turistas.

Agencia Estado,

29 Março 2006 | 14h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.