Virginia Saldivar /AP
Virginia Saldivar /AP

Autoridades confirmam morte de seis membros de uma mesma família no Texas 

Manuel e Belia Saldivar, com seus quatro netos de entre 6 e 16 anos, desapareceram no domingo enquanto tentavam escapar das enchentes

O Estado de S.Paulo

30 Agosto 2017 | 16h06

HOUSTON - Autoridades nos Estados Unidos confirmaram nesta quarta-feira, 30, a morte de seis membros de uma mesma família no Texas, cuja van foi arrastada pelas águas das inundações causadas pelo furacão Harvey no fim de semana. 

"Temos um total confirmado de seis mortos dentro de uma van", disse o chefe de polícia do Condado de Harris, Ed González, em uma entrevista coletiva. O veículo pode ser resgatado depois que as águas baixaram. 

Manuel e Belia Saldivar, com seus quatro netos de entre 6 e 16 anos, desapareceram no domingo enquanto tentavam escapar das enchentes. Parentes disseram acreditar que os ocupantes do veículo haviam morrido no episódio. 

Em entrevista à agência Associated Press, Virginia Saldivar relatou que a casa de seu sogros começou a ser inundada na manhã de domingo. Um dos filhos do casal dirigiu até o local com a van para tentar resgatar os seis parentes, mas, com a forte correnteza formada pelo acúmulo da chuva, o veículo foi levado pelas águas para o pântano Greens Bayou.

O motorista do veículo, Samuel Saldivar, escapou por uma janela, mas não conseguiu abrir a porta da van, que já estava parcialmente submersa, de acordo com Virginia. Ele gritou para que as crianças tentassem escapar pela porta traseira, mas não houve tempo suficiente. A van foi "engolida" pela água rapidamente, relatou Virginia.

“Sam ligou para meu marido (irmão dele) e disse que eles morreram”, contou. "Neste momento, meu marido jogou o telefone longe e começou a gritar." Os mortos são Manuel e Belia Saldivar, de 84 e 81 anos, e os netos deles, Daisy, Xavier, Dominic e Devy. 

Virginia contou que ela e o marido, que moravam no mesmo bairro da região noroeste de Houston, deixaram a cidade no sábado para assistir à luta de boxe entre Floyd Mayweather e Conor McGregor, em Las Vegas, a mais de 2 mil quilômetros de distância.

Como o pai das crianças está preso, a mãe, cujo nome não havia sido revelado, tinha a guarda dos filhos e contava com a ajuda da família para criá-los - e, por isso, eles estavam na casa dos avós. / AFP e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.