EFE/HERBERT P. OCZERET
EFE/HERBERT P. OCZERET

Refugiados encontrados em caminhão na Áustria morreram asfixiados

Promotoria que investiga o caso confirmou que o veículo frigorífico estava completamente fechado e não havia entrada de ar

O Estado de S. Paulo

11 Setembro 2015 | 09h29

VIENA - A causa da morte dos 71 refugiados que foram encontrados há duas semanas em um caminhão frigorífico abandonado em uma estrada da Áustria foi asfixia, informou nesta sexta-feira, 11, a promotoria que investiga o caso no país, com base no laudo oficial da perícia.

Com uma "probabilidade que margeia a certeza", as mortes ocorreram na Hungria, país de onde o caminhão cruzou a fronteira levando os refugiados.

Segundo a polícia, os agentes encontraram vários documentos de identidade sírios, o que reforça a versão mais alardeada de que, em sua maioria, as vítimas eram imigrantes que fugiam da guerra na Síria.

O veículo foi localizado na manhã do dia 27 de agosto, estacionado na rodovia A4 em Burgenland, perto da fronteira com a Hungria.

A análise do veículo, de 7,5 toneladas e um compartimento de carga de apenas cinco metros de comprimento, confirmou que ele estava completamente fechado, por isso praticamente não havia entrada de ar.

A polícia húngara deteve quatro pessoas relacionadas ao caso, sendo três búlgaros e um afegão, entre eles, o dono do veículo e dois motoristas. /EFE

Mais conteúdo sobre:
Áustria imigração crise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.