Yuri Kochetkov / Efe
Yuri Kochetkov / Efe

Autoridades da Crimeia libertam comandante da Marinha ucraniana

Contra-almirante e outras sete pessoas foram soltas após intervenção do governo russo

O Estado de S. Paulo,

20 de março de 2014 | 08h55

KIEV - O comandante da Marinha da Ucrânia, Serhiy Haiduk, e várias outras pessoas detidas por autoridades da Crimeia foram soltos nesta quinta-feira, 20. Gaiduk foi libertado junto com outras sete pessoas perto de um posto de controle na cidade de Chongar, na Crimeia. Ontem, o governo ucraniano começou a retirar tropas da península anexada pela Rússia há dois dias.

 

Haiduk foi levado na quarta-feira de um complexo naval na região da Crimeia, que está sob controle da Rússia, pelo que pareciam ser forças especiais russas.

 

O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, pediu às autoridades da Crimeia  que soltassem os reféns e os permitisse uma saída segura da região.

Segundo as autoridades da Crimeia, o militar seria interrogado.

 

 "Sergei Gaiduk foi detido temporariamente, porque tem perguntas para responder", declarou a procuradoria crimeia." Ele transmitiu às unidades militares da Ucrânia (na Crimeia) uma ordem proveniente de Kiev para utilizar armas contra a população civil.

 

O ministro da Defesa da Rússia lembrou às autoridades da Crimeia que o contra-almirante era obrigado a cumprir as ordens de seus superiores. O presidente interino da Ucrânia, Alexander Turchinov, tinha exigido que as forças de autodefesa da Crimeia libertassem Gaiduk e ameaçou tomar "medidas oportunas", caso isso não ocorresse. / EFE e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.