AFP PHOTO / DANIEL MIHAILESCU
AFP PHOTO / DANIEL MIHAILESCU

Autoridades da Romênia confirmam que número de mortos em boate subiu para 35

Três vítimas que estavam internadas não resistiram aos ferimentos; cerca de 100 pessoas ainda estão hospitalizadas

O Estado de S. Paulo

07 de novembro de 2015 | 20h20

BUCARESTE - Autoridades da Romênia afirmam neste sábado, 7, que o total de mortos no incêndio ocorrido em uma boate de Bucareste subiu para 35, após mais três vítimas da tragédia não resistirem aos ferimentos. O incidente ocorreu no dia 30 de outubro e provocou a renúncia do primeiro-ministro do país, Victor Ponta, que está sendo julgado por corrupção.

Segundo o comitê de emergência responsável por acompanhar o incidente, outras 100 pessoas ainda estão hospitalizadas. Elas estavam na casa de shows Colectiv, no subsolo. Com o incêndio, provocado por um artefato pirotécnico, as pessoas entraram em pânico e tentaram evacuar o local rapidamente. Muitas acabaram se ferindo na confusão.

Os três donos da boate, acusados de homicídio, foram presos na terça-feira, após as autoridades comprovaram que eles não tinham permissão para realizar shows e espetáculos pirotécnicos. A tragédia despertou a ira da população.

Na noite da sexta-feira, milhares de manifestantes se reuniram em Bucareste pela quarta noite consecutiva, erguendo bandeiras do país e exigindo maior governança para pôr fim à corrupção. /ASSOCIATED PRESS e EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Romêniaincêndioacidenteboate

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.