Autoridades e empresas russas podem sofrer sanções

O ministro das Relações Exteriores da França, Laurent Fabius, disse nesta sexta-feira que a União Europeia pode impor sanções contra funcionários do governo e empresas da Rússia se as discussões sobre a Crimeia não produzirem resultados rápidos.

AE, Agência Estado

07 de março de 2014 | 12h29

As sanções podem incluir medidas como o congelamento de ativos e a rejeição de vistos, disse Fabius à estação de rádio France Info. Ele descartou sanções diretas contra o presidente da Rússia, Vladimir Putin, mas disse que poderiam ser aplicadas ações envolvendo membros de seu círculo social. Fabius destacou ainda que o impasse político atual entre as potências ocidentais e a Rússia sobre a Crimeia pode prejudicar a economia russa.

O ministro afirmou que nenhuma autoridade francesa iria até Sochi para acompanhar os Jogos Paralímpicos. Ele disse que isso seria "inoportuno" dadas as circunstâncias. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniafrançarússiasanções

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.